Curso tem como objetivo levar conhecimento sobre garantias e efetivação de direitos para os representantes de comunidades 

 

Foi lançado na terça-feira (02), o Curso de Formação Defensores da Paz em Macaé. A aula inaugural reuniu 80 pessoas, entre elas líderes comunitários, estudantes de Direito e conselheiros, no auditório do Centro Administrativo Luís Osório (Cielo). 

As defensoras Daneilla Vitagliano, coordenadora de Programas Institucionais da Defensoria, Karen Simões, do Núcleo de Primeiro Atendimento de Macaé, e a secretária adjunta de Qualificação Profissional do Ensino Médio, Leandra Lopes, ministraram as palestras de abertura do evento. A primeira aula teve também a realização de uma oficina de histórias com representantes do grupo HistoriArte, da Secretaria de Educação. 

O Defensores da Paz é uma iniciativa da Coordenadoria de Programas Institucionais e do Núcleo de Direitos Humanos (Nudedh) da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Secretaria de Educação de Macaé. Nos encontros, os participantes são instruídos sobre direitos e garantias fundamentais, tendo como objetivo levar conhecimento para as pessoas e fazer com que elas se sintam empoderadas no que diz respeito a efetuação desses direitos.  

-  A formação é essencial para os que desejam obter esclarecimentos relevantes quanto o acesso à justiça e o exercício da cidadania. Pois, com informação, é mais fácil agir, resolver ou encaminhar as pessoas na resolução de problemas referentes aos direitos violados - , disse a defensora Daniella Vitagliano.   

Na última semana, o Defensores da Paz formou 58 pessoas em Volta Redonda. Os moradores do município receberam o certificado de conclusão, um crachá e material de apoio para atuarem em suas localidades.  Ao todo, o curso prevê dez encontros onde são debatidos diversos temas como direitos humanos, sistema de justiça, educação, habitação, saúde, abordagens policiais, tortura, discriminação, direito das mulheres, entre outros. 

O curso já está sendo realizado em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, e até o dia 10 de outubro, a previsão é de que o Defensores da Paz chegue em Campos dos Goytacazes. 


*Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de Macaé



VOLTAR